O Digimobi 2.0, segunda edição do maior salão de imóveis do país, evento totalmente digital lançado pela Associação Brasileira do Mercado Imobiliário (ABMI) em abril deste ano, começou dia 17 de outubro e terminaria no dia 24. Mas a intensa procura pelas ofertas do salão, que reúne imóveis de todo o país para venda ou aluguel e conta com a participação da Prolar Imobiliária Inteligente como representante da Serra Gaúcha, fez com que o Digimobi 2.0 fosse prorrogado até 31 de outubro.
Segundo Fernando Gonçalves dos Reis, diretor-executivo da Prolar, quem ganha são os interessados em adquirir um imóvel, que podem conseguir isso com apenas alguns cliques. “Estamos divulgando os nossos serviços e as oportunidades surgidas no mercado nos últimos meses. Desse modo, ajudamos aqueles que buscam pelo seu imóvel próprio ou por alguma condição melhor para locação”, afirma. A Prolar está ofertando mais de 90 imóveis no salão, com descontos e condições especiais, e demais imóveis da carteira com as mesmas condições e valores do site da imobiliária.
A inovação da ABMI, que movimentou o mercado imobiliário já em sua primeira edição, em abril, em meio à estagnação econômica e aos transtornos trazidos pelo coronavírus, veio agora com muito mais força, em meio a um cenário bem mais alentador, reunindo 43 empresas associadas à entidade e uma infinidade de imóveis para venda ou aluguel, nos mais diferentes recantos do país.

Live mostra que a hora é já

Em meio a mais esta semana de Digimobi 2.0, uma live nesta terça-feira (27), às 19h, vai debater o melhor momento econômico para comprar imóvel. A live, que pode ser vista pelo canal de YouTube da ABMI e também na página da entidade no Facebook, reúne um time de experts: Thiago Leomil, executive manager na Julius Baer Family Office; Márcio Schneider, presidente da ABMI; Ricardo Abreu, vice-presidente estratégico; e Marcos Aucauza, vice-presidente administrativo.
Como na primeira edição, mas com aprimoramentos trazidos pela experiência e pelo tempo maior de organização, o Digimobi 2.0 funciona centralizado no portal www.salaodigimobi.com.br, onde o cliente, de qualquer lugar do Brasil ou do mundo, pode fazer o negócio imobiliário dos seus sonhos com apenas alguns cliques.
“Mais do que um salão de imóveis, o Digimobi 2.0 é um salão de oportunidades, onde o público pode ter vantagens extras na compra ou aluguel do produto escolhido, com localizações e apresentações variadas, uma vez que as empresas participantes do evento estão espalhadas por praticamente todas as regiões do Brasil”, destaca Márcio Schneider, presidente da ABMI, lembrando que os juros baixos e a oferta abundante de crédito criam um momento ímpar para o mercado imobiliário.
“Com a taxa Selic a incríveis 2% ao ano e as instituições bancárias oferecendo financiamento a longo prazo e a juros cada vez menores, o mercado imobiliário voltou a ser a melhor maneira de as pessoas aplicarem seus recursos. Seja para morar, seja para investimento, uma vez que os valores dos aluguéis voltaram a ser atrativos, o imóvel mais do que nunca é moeda forte, aplicação segura. E a segunda edição do Digimobi está aí para facilitar ainda mais a realização dos negócios imobiliários nos mais diversos segmentos. Tudo de forma online”, completa Schneider.
O Digimobi 2.0 tem o patrocínio de Porto Seguro, CredPago, CrediPronto, Rede de Vistorias e Kurole.

“Associação fora da curva”

Fundada em 1998, a ABMI é uma organização sem fins econômicos que tem como objetivo principal estimular a competitividade, a troca de informações e a constante busca de aprimoramento entre suas associadas, empresas imobiliárias líderes em seus mercados e que atuam pautadas pela ética e pela diversidade de produtos, com foco em mercado, gestão e processos, bem como tecnologia e inovação.
Presente em todas as regiões do país, mas sem sede física, a ABMI já nasceu digital e moderna, primando, acima de tudo, por ser uma associação empresarial. Buscando sempre se definir como “uma associação fora da curva”, a ABMI engloba 43 empresas, que movimentaram em 2019 expressivos R$ 5,31 bilhões em VGV (Valor Geral de Vendas).